Pesquisadores publicam livro sobre estado psicológico dos pracinhas da FEB

Que as guerras deixam marcas na vida e na personalidade de quem delas participa, não é novidade. Porém, o doutor em comunicação e pesquisador sobre a Força Expedicionária Brasileira – FEB, Helton Costa e o psicólogo especialista em análise do comportamento humano, Derek Kupski Gomes, foram aprofundar-se sobre o tema em bibliografias e entrevistas com ex-combatentes, para relatar o preparo

Ler mais

77 ANOS: CASA GUANELLA FOI SINÔNIMO DE PÂNICO PARA BATALHÃO DA FEB

Uma propriedade rural que data dos séculos XII e XIV. Algumas casas e campos intercalados com pequenas elevações. Mais ou menos uns mil à frente, com seus 977m, o Monte Castello. Essa é a Casa Guanella, com registros da época dos romanos e que em 1944 era uma fazenda de civis. Pertencera por muito tempo à Igreja Católica, tendo sido

Ler mais

24/11/1944: brasileiros começavam a atacar Monte Castello

Transferidos do Vale do Serchio, em 24 de novembro de 1944, os brasileiros foram envolvidos na primeira batalha por Monte Castello, até então, somente mais um ponto no mapa de objetivos aliados. Tal monte era localidade secundária, conforme os planos do general Paul Rutledge, que estava à frente da Task Force 45, unidade formada por uma mistura de forças que

Ler mais

Sabotagem na II Guerra: brasileiro e partigiani explodiram depósito alemão em Montese

Dias antes do ataque a Montese, em uma noite escura e com pouca visibilidade, o tenente do 11º Regimento de infantaria, Roberto Nappo em parceria de um partigiani (que não teve o nome registrado), atravessaram montes, bosques e conseguiram penetrar nada menos que 14 km dentro do território inimigo. Foi assim que atravessaram por fora da cidade medieval e foram

Ler mais

Paraná cria grupo para estudar luta dos pracinhas contra o nazifascismo

A Legião Paranaense do Expedicionário e o Museu do Expedicionário anunciaram a criação do “Grupo de pesquisa em História da Casa do Expedicionário – GPHCEx”. A iniciativa tem como objetivo fomentar e incentivar os estudos sobre a Força Expedicionária Brasileira – FEB, contingente nacional que lutou na Segunda Guerra Mundial contra o nazifascismo, em terras italianas, entre 1944 e 1945.

Ler mais

INSS não possui controle sobre a quantidade de ex-combatentes da FEB

O Instituto Nacional do Seguro Social – INSS foi procurado no último mês, por meio da Lei de Acesso à Informação, como forma de pesquisa sobre a quantidade exata de ex-combatentes vivos da Força Expedicionária Brasileira – FEB, com base nos direitos sociais dos Pracinhas. Porém, o órgão federal informou que não discrimina de qual guerra seus beneficiários participaram, informando

Ler mais
« Entradas mais Antigas