‘Soldados da borracha’ morreram na Região Amazônica durante a 2ª Guerra

CAPA-SOLDADOS-DA-BORRACHA2

Soldados da Borracha na década de 1940. Eles foram submetidos a condições insalubres e sem fiscalização alguma do governo. Crédito: Reprodução/Wolney Oliveira

A Região Amazônica do Brasil sentiu de perto os impactos da 2ª Guerra Mundial. Cerca de 60 mil pessoas, a maioria de estados nordestinos, foram levadas até lá para trabalhar na extração da seringa. A borracha era enviada aos Estados Unidos e usada nos equipamentos dos Aliados.

O exército de retirantes foi convocado pelo Estado brasileiro e reviveu os tempos de escravidão em plena década de 1940. Uma campanha de recrutamento tomou conta do Nordeste brasileiro. “Trabalhador nordestino, alista-te hoje mesmo, cumpre o teu dever para com a pátria”, estava escrito na capa de uma cartilha divulgada para atrair os trabalhadores.

Os trabalhadores foram recrutados pelo então Serviço Especial de Mobilização de Trabalhadores para a Amazônia. Estima-se que mais da metade dos recrutados acabou morrendo em razão das condições insalubres em que foram colocados para trabalhar. Sem experiência na extração de látex, quem foi para lá ainda teve que conviver com falta de pagamento e com o desleixo do governo. As fiscalizações eram raras e ineficazes. Surtos epidêmicos e ataques de animais também provocaram a morte dos recrutas.

A produção de cerca de 45 mil toneladas de borracha anuais fez parte dos acordos firmados entre EUA e Brasil no período.

“Os soldados da borracha voltaram a viver em um sistema feudal e escravocrata”, pontuou, durante entrevista realizada em 2015, Wolney Oliveira, pesquisador do assunto e autor do projeto do livro ‘Soldados da Borracha – Os Heróis Esquecidos’.

Apenas 70 anos depois, em março de 2015, os soldados da borracha, bem como as viúvas e dependentes, começaram a receber uma indenização, em parcela única, de R$ 25 mil do governo federal. Os soldados da borracha também recebem uma pensão vitalícia no valor de dois salários mínimos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s